Você merece o melhor desta Terra, acredite!!!:

Empório da Terra 10 anos

O que é o glúten?
O que é o glúten?

Trata-se de uma proteína encontrada em cereais, como trigo, centeio, cevada, espelta. As duas principais proteínas de glúten são glutenin e gliadina; essa última é a responsável pela maioria dos efeitos negativos para a saúde. Quando a farinha é misturada com a água, as proteínas do glúten formam uma rede pegajosa com uma consistência semelhante à cola. É isso que torna a massa elástica, e dá a ela um sabor bom e mastigável. No entanto, ele pode causar problemas para quem apresenta certas condições de saúde. Isto inclui a doença celíaca, sensibilidade ao Glúten, alergia do trigo e algumas outras doenças. A doença celíaca é a forma mais grave da intolerância ao glúten e afeta cerca de 0,7-1% da população. Essa é uma desordem autoimune; o organismo trata o glúten como um invasor estranho e o corpo não consegue digerir essas proteínas. O sistema imunológico ataca o glúten, bem como o forro do intestino. O dano na parede do intestino pode causar deficiências nutricionais, anemia, problemas digestivos graves e um aumento no risco de desenvolvimento de muitas doenças.

QUAIS OS ALIMENTOS RICOS EM GLÚTEN?
As fontes mais comuns de glúten na dieta são:
Trigo, centeio, cevada, pão, massa, cereais, cerveja, bolos, biscoitos e doces.

QUAIS OS ALIMENTOS QUE NÃO CONTÉM GLÚTEN?
Milho, arroz, quinoa, linho, painço, sorgo, tapioca, trigo sarraceno, araruta, amaranto, aveia.

O QUE É DOENÇA CILÍACA?
A doença celíaca é uma reação exagerada do sistema imunológico ao glúten. De origem genética, pode causar diarreia, anemia, perda de peso, osteoporose, câncer e até déficit de crescimento em crianças. O corpo de quem tem o problema não possui uma enzima responsável por quebrar o glúten. Como a proteína não é processada direito, o sistema imune reage ao acúmulo e ataca a mucosa do intestino delgado. Isso causa lesões e prejudica o funcionamento do órgão. A doença celíaca costuma dar os primeiros sinais entre o primeiro e o terceiro ano de vida, período em que muitos dos cereais são introduzidos na dieta das crianças. Mas há casos em que o diagnóstico só acontece na vida adulta, quando o indivíduo já apresenta carências nutricionais graves, pela falta de sintomas específicos.


Começar uma dieta sem essa proteína pode ser bastante desafiador. A primeira coisa que você precisa fazer é adquirir o hábito de ler os rótulos dos alimentos. Você vai logo perceber que ela, especialmente no trigo, é adicionado a um número surpreendente de alimentos. Evite alimentos processados/ industrializados, cereais e grãos que contêm glúten.